Anúncios

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Própolis é a cura para a dengue e para repelir o Mosquito Aegypti Segundo Biólogo


O mosquito Aedes Aegypti tem causado estragos na vida da população brasileira. comprovadamente este mosquito é a transmissão das doenças como: Dengue , chikungunya e Vírus da Zika, por isso é importante que a população se conscientize, pois nada adianta que varias organizações e  governos façam campanhas se a população não tiver cuidados com a água parada em suas casas e terrenos baldios próximos de sua residências é preciso ficar atentos, As ações e campanhas precisam ser permanente, inclusive os agente de saúde tem um papel fundamental neste processo. O debate dever ser feito, em escolas de todos os níveis de educação, associações, nos espaços públicos ser pautada no meios de comunicação, só assim conseguiremos vencer essa batalha, principalmente nos primeiros meses do ano que onde se registra os maiores números de casos destras doenças.  
Foto: Josilma Bertino/Própolis beneficiado a parti da cera de
abelha Apis Melífera, retirada das cascas, resina e botões de flores. 
Segundo o ministério da Saúde até 15 de abril de 2017, foram notificados 113.381 casos prováveis de dengue em todo o país, uma redução de 90,3% em relação ao mesmo período de 2016 (1.180.472), Também houve queda expressiva no número de óbitos. A redução foi de 96,6%, passando de 507 em 2016 para 17 em 2017 esse dados mostra que as ações para combater os focos do mosquito está dando certo mais ainda é muito grande o numero de contaminação.
CHIKUNGUNYA – Até 15 de abril de 2017, foram registrados 43.010 casos de febre chikungunya.
ZIKA – Até 15 de abril, foram registrados 7.911 casos de Zika em todo o país.
A indústria farmacêutica se aproveita desta situação e comercializa repelentes caríssimos, no dia 25 de Dezembro de 2015 o Jornal Nacional exibe uma matéria que os repelentes somem das prateleiras de estabelecimentos que vendem esse produtos pois gravidas com medo de serem contaminadas compraram muito.
No entanto já tem pesquisas que os repelentes não são 100% seguros como se pensava sobre esses produtos, e muitas mães foram picadas pelo mosquitos e se contrariam algumas dessas doenças.
Uma nova solução para o mosquito é o Própolis beneficiado a parti da cera de abelha Apis Melífera, retirada das cascas, resina e botões de flores.
O biólogo e apiterapeuta Gilvan Barbosa Gama, explica que o própolis, quando ingerido, exala pelo suor dois princípios ativos, flavona e vitamina B, que repelem os insetos. A mensagem ainda orienta o consumo de diferentes quantidades do extrato para adultos e crianças, tanto para prevenção quanto para tratamento da dengue instalada.
Para o tratamento para quem já está com a dengue, a prescrição é “Tomar 7,5 ml do extrato de própolis diluído em água (sem cloro). Meio copo na crise febril e, a partir daí, repetir essa mesma dosagem mais três vezes, a cada duas horas”. Para as pessoas que ainda não pegou dengue e assim  evitar a doença, adultos deveriam tomar “de 30 a 40 gotas diluídas em água (ausente de cloro). Um copo (da solução) a cada seis horas.

Fontes Consultadas 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Anuncie

Anuncie
Aqui