Anúncios

terça-feira, 30 de julho de 2019

JOVEM AGRICULTORA PARTICIPA DE EVENTO QUE ENVOLVE VÁRIOS PAÍSES DA AMERICA LATINA


Jovens da  Comissão de Jovens Multiplicadores da Agroecologia (CJMA) participam da terceira fase do: Intercâmbios de Saberes nos Semiáridos da América Latina - Juventudes e Agroecologia-. A jovem Daniela Brás do município de flores e a jovem Josilma Bertino de Triunfo-PE, foram as representantes da juventude do território do Sertão do Pajeú, O intercambio teve início no dia 22 de julho em Caruaru-PE, sendo finalizado dia 26 em Solânea-PB. Passando pelas cidades de Caruaru, Jataúba, Vertente de Lério, Orobó e Bom Jardim, todas em Pernambuco. 

Já na Paraíba a caravana passou Campina grande, Juazeirinho, Queimadas, Caraúbas, Mogeiro e Solânea onde foi finalizada.  O encontro reuniu jovens, mulheres, agricultores, indígenas, quilombolas, entre técnicos do projeto e funcionários, pessoas de todos semiáridos da América Latina. O evento ocorreu em formato de caravana com cerca de 60 participantes, e visitaram 9 experiências agroecológicas bem-sucedidas, 5 em Pernambuco e 4 na Paraíba. Palestras, momentos de conversação, troca de experiências e momentos culturais também foram ofertados aos participantes.

A Plataforma Semiáridos América Latina procura abordar os problemas relacionados ao acesso e gestão da terra, água e outros recursos naturais nas comunidades de povos e comunidades tradicionais das zonas semiáridas da américa latina. Atualmente, a plataforma reúne membros de 9 países da América Latina: Brasil, Argentina, Bolívia, Paraguay, Honduras, Guatemala, Nicarágua, El Salvador e Venezuela. 

Técnicas de convivência com o semiárido, tais como: cisternas, tanques de pedra, barragens subterrâneas, reutilização de águas, biodigestores, fogão econômico, sistema de dessalinização, banco de sementes e sistemas agroflorestais, que são resultados de políticas públicas que beneficiam as pessoas do campo, evitando assim o êxodo rural.   
Por muito tempo o êxodo rural foi um grande problema para o campo e para a cidade, os jovens saiam do campo atrás de melhorias, causando um desfalque na agricultura e provocando um superpovoamento nas cidades grandes, hoje com essas ações de convivência podemos ver que tem como cultivar e viver desse chão que outrora foi dado como infértil, seco e sem futuro. Com essas técnicas os jovens agricultores puderam ter uma renda através da agricultura sustentável e sistemas agroecológicos, evitando a saída dos mesmos do campo para a cidade.

A caravana foi uma realização do FIDA, IICA, SEMAR Internacional, Plataforma Semiáridos, Centro Sabiá, PATAC, CETRA, AS-PTA. Com o apoio da FUNDAPAZ, Terre des Hommes Schweiz, International LAND Coalition, CWS Years of Service.


Escrito por Daniela Brás 



Mais Fotos do Intercambio 



Sem comentários:

Publicar um comentário

Anuncie

Anuncie
Aqui