Anúncios

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Intercâmbio Microrregional leva agricultoras e agricultores para conhecer sistema de agrofloresta

Comunidade São Bento, Santa Cruz da Baixa Verde-PE

No dia 14 de junho, o agricultor Antonio Sabino, que reside na comunidade São Bento, em Santa Cruz da Baixa Verde, recebeu em sua propriedade agricultores e agricultoras dos municípios de Flores e Serra Talhada, que participavam do Intercâmbio Microrregional, do Programa Um Milhão de Cisternas – P1MC. O programa está sendo executado pela ADESSU Baixa Verde.

A visita foi iniciada com uma dinâmica, onde cada participante apresentou um objeto de sua estimação e falou sobre a importância que tinha para sua vida. Antonio Sabino, que faz parte do grupo de 12 fundadores da ADESSU, fez um resgate da criação da Associação e de sua trajetória de trabalho com a agroecologia ao longo de 20 anos de luta e resistência. 

Em sua propriedade, Antonio procura desenvolver uma agricultura familiar com base na produção orgânica agroecológica. Os agricultores e agricultoras ficaram animados ao conhecer seu banco de sementes e sua agrofloresta. O Sistema Agroflorestal – SAF é mantido pela mistura de árvores ou arbustos nos campos de produção agrícola ou pecuária de forma equilibrada.

Após a visita, eles se dirigiram para a sede da ADESSU Baixa, em Triunfo, onde com as orientações da assessora da FETAPE, Lucenir Silva, tiveram esclarecimentos sobre a proposta da reforma da previdência, uma medida que, caso aprovada, prejudicará muitos trabalhadores e trabalhadoras, em especial os do campo.

“A finalização deste TP antes de qualquer coisa representa o sentimento de alegria e festejo, pois sabemos o quanto é importante para o nosso semiárido ter onde armazenar água de qualidade para o consumo humano; é possível vê nos semblantes daqueles que foram beneficiados tamanha alegria tudo isso nos faz continuar acreditando que esta politica é necessária e precisa continuar; pois a muitas famílias que necessitam e ainda aguardam. Estamos finalizando as construções e quase cem por cento dessas tecnologias já captaram água da chuva, estão cheias, o que vai garantir água para este ano de 2017”, comentou a coordenadora do projeto, Alda Balbino.

A execução do programa está sendo realizada através de um Termo de Parceria Aditivo, com duração de 5 meses e meta para a construção de 340 Cisternas de Placas, com capacidade para 16 mil litros de água para o consumo humano, nos municípios de Serra Talhada e Flores, Pernambuco.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Anuncie

Anuncie
Aqui